PI 240 - CAMARA MUNICIPAL - MS WEB RADIO

Sorteio de carro de rede de supermercado de Naviraí vai parar na Justiça

Por ser funcionário do supermercado, o ganhador foi excluído e em seu lugar foi sorteado outro nome

Por Daniel Amaral em 04/09/2021 às 17:10:33
primeiro ganhador do carro que reparação de danos materiais e morais - Reprodução/Redes sociais

primeiro ganhador do carro que reparação de danos materiais e morais - Reprodução/Redes sociais

Uma campanha que deveria ser feita para premiar um pai sortudo acabou virando briga judicial. O fato é protagonizado por uma rede de supermercado de Naviraí, distante 295 quilômetros de Campo Grande e um dos seus funcionários.

Por meio da campanha "Seu pai de carro novo", a rede anunciou o sorteio de Fiat Mobi, zero quilômetros, que foi realizado no dia 7 de agosto. Entretanto, ao perceber que o ganhador era um dos funcionários da rede de supermercados, um dos sócios pediu o cancelamento.

Mesmo sem a existência de qualquer cláusula que impedisse a participação de funcionários, os promotores do evento, que foi transmitido pelas redes sociais, fizeram um novo sorteio e entregaram o veículo para outra pessoa.

A atitude da direção da rede acabou gerando manifestações contrárias dos moradores de Naviraí, que acompanhavam a live do sorteio. Já o funcionário, que sentiu humilhado pelos patrões e também pelas outras empresas organizadoras da campanha, entrou na Justiça com pedido de reparação de danos materiais e morais.

Em nota encaminhada à reportagem, a rede de supermercados informou que . "A empresa informa que é expressamente vedado pelas normas internas e regulamentos os funcionários participarem dos sorteios realizados pela própria empresa, sendo ciência de todos os colaboradores e envolvidos essa vedação expressa. Inclusive estabelecido na própria promoção. Não sendo esse um caso isolado mas a postura adotada pela empresa ao longo dos anos em todos os sorteios que realiza. Quanto a demanda judicial não temos conhecimento da existência de ação judicial alguma envolvendo o caso em testilha assim deixamos para nos manifestar futuramente após a citação e ciência do teor da petição inicial".

Comunicar erro
UNIGRAN

Comentários

ABEVE