Rainha do rodeio: mineira é a maior produtora de touro mecânico no mundo e terá história contada em documentário

Quem poderia imaginar que a menina nascida em Palmópolis, Minas Gerais, um dia seria a dona da maior indústria de produção de touros mecânicos no mundo? Gracienne Myers é a prova viva de que o passado não podemos mudar, mas o presente e futuro é passível de transformação.

Por Clezer Gomes em 21/06/2024 às 10:09:26

Quem poderia imaginar que a menina nascida em Palmópolis, Minas Gerais, um dia seria a dona da maior indústria de produção de touros mecânicos no mundo? Gracienne Myers é a prova viva de que o passado não podemos mudar, mas o presente e futuro é passível de transformação. "Tive uma infância dura e pobre, repleta infelizmente de violência e agressões psicológicas, mas nunca me vitimei: sempre pensei positivo e tive uma mente muito criativa e à frente do meu tempo", conta a empresária, que comanda hoje a Mechanical Bull Sales. "Estamos em mais de 45 países e 42 estados americanos provando que é possível, sim, chegar ao topo, com muita dedicação, trabalho, disciplina e tecnologia", complementa.

Ela, que já trabalhou em pizzaria, padaria e limpeza quando chegou em solo americano, acreditou no potencial de um novo negócio e começou alugando touros mecânicos para festas de universidades, aquelas chamadas repúblicas. "Meu marido não acreditou quando eu quis investir 18 mil dólares e comprei um touro usando nossas economias. Em três meses, paguei o investimento e percebi ali um nicho. Comecei a estudar, estruturar e hoje tenho muita história para contar. Se tivesse que enumerar as dicas, a primeira delas seria acredite no seu potencial e pense positivo. Quando eu era pobre e comia arroz com feijão, imaginava que estava comendo carne, por exemplo. É preciso parar de culpar os outros por seu destino e correr atrás do que você quer. O grande erro de muitas pessoas é querer responsabilizar os outros quando nós que somos responsáveis e donos de nosso destino e ações", ensina.

A empresária, que busca perfeição sempre no que faz, também dedicou alguns anos à moda, em outra empresa em que também fez história lá fora. "Em 2005, abri uma loja de sapatos chamada Brazilian Explosion e logo mudei para uma marca com meu nome. Em 2008 desenvolvi uma linha de calçados exclusiva e fomos destaque no Fashion Week Los Angeles e Nova York. Em 2010, desenvolvemos uma releitura da sandália gladiadora, trazendo-a de volta e enaltecendo novamente o universo da moda", lembra. Entre os modelos de maior sucesso estava a sandália desenhada para a marca de água Evian, que chegou aos pés de 35 celebridades como Fergie, Demi Moore, Paris Hilton, Uma Thurman, entre outras. O nome da designer de calçados circulava na alta sociedade americana. Gracienne participou do WSA Show para apresentação de seus calçados brasileiros feitos à mão para a temporada primavera/verão.

Em uma situação inusitada, teve o prazer de conhecer e conversar com a apresentadora Oprah Winfrey. Ou seja, para ela, nunca houve limites. "Foram anos no mercado fashion, mas preferi encerrar e direcionar toda energia à Mechanical Bull, que não parava de crescer. Acertei com essa decisão e essa é outra dica: seja racional e estrategista, deixando a emoção de lado no mundo dos negócios", fala. A conduta da executiva estava certa, tanto que os clientes começaram a pedir outros animais, bem como outros objetos diferentes para eventos e cenografias. Então, inquieta e curiosa, Gracienne saiu em busca de novas tecnologias, aplicou seus aprendizados e abriu a 3D Sculpture Worx em 2019. Com ela, ampliou sua gama de clientes, atuando com grandes peças estruturadas mecanicamente. Atualmente a empresa tem grandes clientes como Google, Warner Brothers Television, Netflix e Samsung usando a tecnologia CNC.

Visionária, ousada e astuta, a mineira que fez e faz história lá fora terá sua vida retratada em um documentário da Summit Films, produtora de Renan Lincoln. As gravações devem acontecer em Miami, Palmópolis e Pensilvânia. O longa-metragem vai mostrar o antes, durante e depois do sucesso de Gracienne, abordando a infância dura no interior de Minas, os desafios de quando tudo começou ao imigrar e até onde ela chegou, construindo um império no exterior. O diretor da série e produtor brasileiro baseado em Miami comenta: "Queremos que sua trajetória fique conhecida mundialmente porque ela é um exemplo de perseverança, dedicação, profissionalismo e empreendedorismo". O documentário será uma edição especial da web-série Cidade Delas, que por conta do seu sucesso nos Estados Unidos, já está em sua quinta temporada.

Antenada, Myers, que é chamada de rainha dos rodeios fake, conta que já vendeu produtos para o mundo inteiro. "Um príncipe da Arábia Saudita comprou dois touros mecânicos para uma festa no palácio e um rapper americano famoso usou um dos nossos no lançamento de uma música dele. Invisto em licenças, tecnologias e inovações para estar à frente no mercado. Meus touros têm tecnologia avançada, com 25 movimentos pré-programados para criança, adulto ou profissional. O operador seleciona a sequência e disponibiliza. Tudo feito com segurança, em um colchão de ar que tira o impacto na queda. Nosso mecanismo é elétrico o que protege o usuário, porque daí, ao montar, você não cai para a frente, que é o maior risco que tem. No touro mecânico hidráulico, por exemplo, existe esse perigo. Ainda, estamos desenvolvendo uma tecnologia para simular outros mecanismos com um aplicativo exclusivo que lê as posições da pessoa que monta, para profissionalizar ainda mais a experiência", declara. Ela ainda investe em outro setor da empresa, que faz projetos específicos para grandes marcas sob encomenda, chegando a criar uma guitarra montável, dentre outros objetos. Pois é, para ela, nem o céu é o limite. E que bom que temos brasileiras assim fazendo bonito por aí!

Fonte: Jovem Pan

Comunicar erro
MODELO
UCP TOPO
UNIGRAN

Comentários

MASTERS
SICOOB
Garotas que fazem programa